bannerfull

Aécio é ‘massacrado’ durante evento pró-Dilma em Irecê

Com Otto Alencar como grande ‘estrela’, deputados, prefeitos, secretários e lideranças iniciaram mobilização para ampliar margem de votos da presidenta na Bahia neste 2º turno.

16 de outubro - 2014 às 13h44
Acio-massacrado-durante-evento-pr-Dilma-em-Irec

Fotos: Renato Sampaio / Sertão Baiano

Daniel Pinto

Correligionários do governador Jaques Wagner - considerado o grande vitorioso das eleições na Bahia - realizaram um ato político em Irecê, norte do Estado, nesta quinta-feira (16), para agradecer pelo desempenho dos candidatos da coligação “Pra Bahia Mudar Mais” na microrregião e pedir empenho das lideranças na busca por votos para reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT) neste segundo turno. O evento aconteceu no auditório do Gran Fest, Centro da cidade, e contou com participação do vice-governador Otto Alencar (PSD), eleito senador da República; além de prefeitos, secretários e vereadores da Região de Irecê e deputados (eleitos e reeleitos) com atuação política no território. 

Um dos primeiros a usar a palavra foi o ex-secretário estadual da Saúde Jorge Solla (PT), que, na próxima legislatura, vai debutar na Câmara Federal. Solla criticou de forma contundente a proposta do candidato tucano à Presidência da República, Aécio Neves, de investir 10% da receita da União na área da Saúde. “Ele não tem credibilidade para falar disso. Durante oito anos em Minas Gerais, a Saúde nunca recebeu esse montante de investimentos. Pelo contrário, ao final do mandato como governador teve que assinar um Termo de Compromisso para devolver verbas da Saúde que foram aplicadas em outros setores. Por isso, vamos reeleger Dilma e conseguir uma diferença de mais de quatro milhões de votos na Bahia”.

O deputado federal Afonso Florence (PT), “braço direito” da oposição em João Dourado, alertou aos presentes que, nesta reta final da disputa pelo Palácio do Planalto, é importante correr atrás dos votos daqueles que escolheram Marina Silva e outros candidatos no primeiro turno. O também deputado federal José Carlos Araújo (PSD) arrancou gargalhadas da plateia, com citações aos amigos Ângelo Coronel (PSD) e Otto Alencar, mas fez questão de dizer que “votar em Dilma é votar pelo bem da Bahia”.

Luta contra elite brasileira

Com o objetivo de diminuir a abstenção neste segundo turno, Luiz Caetano (PT) - ex-prefeito de Camaçari eleito como deputado federal - lembrou aos gestores municipais que é permitido cadastrar os ônibus escolares para fazer o transporte de eleitores no dia do pleito. Ao final, disse que o grupo político ao qual faz parte luta contra a elite brasileira, que foi personificada por ele pela TV Globo e a Rede Record, e se referiu a Aécio Neves (PSDB) como “um ditadorzinho de plantão”. Os discursos seguiram, sempre com o mesmo foco: desqualificar o senador mineiro e os oitos anos do governo FHC e enaltecer as conquistas dos governos Lula e Dilma. Mario Augusto de Almeida Neto (PT), conhecido em Irecê e região como Jacó, chegou a dizer que “todos no planeta Terra sentem inveja de nós porque conseguimos tirar 34 milhões de pessoas da miséria em apenas 12 anos”.

"Baixio de Irêrê"

Coube a Otto Alencar a “honraria” de encerrar os pronunciamentos. O novo senador da Bahia, como lhe é peculiar, se confraternizou com os presentes e lembrou diversos “causos” acontecidos com personagens do território nos anos em que foi secretário de estado, deputado estadual e conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios. Em seguida, mantendo a linha comparativa, falou sobre como ajudou a solucionar problemas de Infraestrutura e Recursos Hídricos na microrregião. Além disso, citou um episódio da campanha na TV para destacar a falta de identidade do tucanato com o semiárido baiano. “Dia desses, no programa de Aécio, se referiram ao Baixio de Irecê como Baixio de Irêrê. Olha só onde está a cabeça desse maluco que quer governar o Brasil”, alfinetou. 

Antes de finalizar o discurso, agradeceu (mais uma vez) o compromisso dos prefeitos com o projeto liderado pelo governador Jaques Wagner, disse que vai defender os interesses dos municípios no Congresso Nacional e revelou que uma das suas primeiras prioridades no Senado será lutar, junto com o Governo Federal, para promover a completa revitalização do Rio São Francisco. Entre os representantes políticos do território que estavam presentes, destaque para os ex-prefeitos de Irecê Zé das Virgens e Joacy Dourado, ambos do PT; os prefeitos Cafu Barreto (Ibititá), Ricardo Rodrigues (Lapão), Gea Rocha (São Gabriel), Galego (Barra do Mendes) e Uilson Monteiro (Central).

Galeria de fotos

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020