bannerfull

Aumenta número de casos suspeitos de Chikungunya em Feira

Doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue. Saiba como prevenir proliferação!

29 de outubro - 2014 às 09h39
Aumenta-nmero-de-casos-suspeitos-de-Chikungunya-em-Feira

Com informações A Tarde

A Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana atualizou as informações sobre os casos de Chikungunya no município em boletim divulgado nesta terça-feira, 28. No período de 29 de março a 25 de outubro, 1.161 casos suspeitos foram notificados. Destes casos, 371 foram confirmados, 56 descartados e 734 continuam em investigação. Os 371 casos confirmados (21 laboratório e 350 Clínico Epidemiológico) não relatam viagem a países com transmissão da doença, sendo considerados autóctones. Os sinais e sintomas mais frequentes foram mialgia, artralgia, febre, edema e cefaleia. Dos 74 bairros em que foram registrados casos suspeitos da doença em Feira de Santana, o bairro de George Américo é o que concentra mais notificações, com o total de 456, seguido pelo bairro Campo Limpo com 212, Sítio Novo com 50, Cidade Nova com 35, povoado Rio do Peixe (Distrito de Jaguara) com 32, Sobradinho com 32, Parque Ipê com 23, Pampalona com 17, Gabriela com 14, Distrito Maria Quitéria com 15, Queimadinha com 13 e Tomba com 10 notificações.

Os 1.161 casos suspeitos com informações clínicas estão concentrados na faixa etária de 35 a 49 anos, com 353 casos, seguidos da faixa etária de 20 a 34 anos, com 297 e faixa etária de 50 a 64 anos com 194 casos suspeitos. O sexo feminino predomina com 768 suspeitas contra 393 do sexo masculino. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue. Saiba como prevenir proliferação:

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020