bannerfull

Caso Marivaldo Filho: Rui Costa determina apuração dos acontecimentos

Amigos de profissão e autoridades se solidarizam e pedem punição dos responsáveis. Confira!

06 de julho - 2015 às 15h01
Caso-Marivaldo-Filho-Rui-Costa-determina-apurao-dos-acontecimentos

Foto: SECOM Bahia

Nesta segunda-feira (06), a comunidade jornalística em todo o estado amanheceu apreensiva com a divulgação da violência sofrida pelo editor de política do site Bocão News, Marivaldo Filho, que no último sábado (04) foi vítima de uma ação condenável por parte de policiais militares que atendiam a um chamado no Bairro do Bonfim, em Salvador. Assim que soube do ocorrido, o governador Rui Costa usou sua conta pessoal no Facebook para se manifestar: “a Polícia Militar deve agir dentro dos parâmetros da legalidade. O meu governo atuará sempre para assegurar que a democracia seja vivida de forma plena, garantindo a liberdade de imprensa, a liberdade de expressão, o direito de o jornalista exercer sua profissão mediante qualquer situação”.

Segundo a publicação, Rui Costa determinou ao secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e ao comandante da PM, coronel Anselmo Brandão, a “apuração rigorosa dos acontecimentos”.  A presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba), Marjorie Moura, classificou a agressão como um “absurdo”. De acordo com a presidente, agressões de policiais a jornalista é “constante”. “Parece que eles têm algo a esconder”, afirmou a jornalista. “Não é de hoje que a gente vem tentando manter o diálogo [com a Polícia Militar] para que essas situações lamentáveis deixem de acontecer”, acrescentou.

O presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), Walter Pinheiro, também comentou o assunto. "Repudio fortemente as agressões sofridas por Marivaldo Filho, com ele me solidarizando, e também com os demais companheiros do site", afirmou.  O presidente da entidade assegurou que "a ABI atuará junto às autoridades estaduais para que este atentado à liberdade de expressão não fique impune".
 


Ao analisar o caso, o jornalista José Bomfim, idealizador do Blog do Brown, discorreu de forma mais ampla sobre a atuação das forças de segurança pública. “Não importa o governo: a polícia sempre age como um organismo de exceção e jamais aplaca a sua fúria agressora. E se o alvo for negro (ou pertencer a alguma outra minoria, como se convencionou a falar) então aí é que a fúria se dá de um jeito que você pensa, pensa e não consegue chegar a uma explicação. Explicar como a agressão a alguém que está desarmado, já dominado e sem representar nenhuma possibilidade de ataque? E um dado que sempre me intriga: o ataque não diminui se o agressor é negro. É um espelho às avessas? Sabe-se lá o que é”.

"Esses policiais não representam a corporação na qual eu acredito e confio"

No meio político, a repercussão do episódio também foi imensa: o deputado federal Jorge Solla (PT-BA) cobrou que a Secretaria de Segurança Pública da Bahia identifique e puna com celeridade os policiais responsáveis pelo espancamento do jornalista Marivaldo Filho. "Além da grave afronta aos direitos humanos, numa ação injustificada, truculenta e autoritária, os policiais agrediram um jornalista que registrava a ação destes mesmos policiais contra um cidadão. Foi também uma afronta à liberdade de imprensa que não podemos aceitar numa democracia", destacou o petista.

Em nome da Câmara Municipal de Salvador, o presidente do Legislativo Municipal, vereador Paulo Câmara (PSDB), repudiou e cobrou apuração da agressão sofrida na noite de sábado (4). Além de lamentar o ocorrido e manifestar solidariedade ao jornalista e à família, o presidente Paulo Câmara defende “uma apuração rigorosa do fato para que situações como estas não voltem a acontecer, causando sensação de insegurança entre os cidadãos por parte da própria Polícia Militar”. O presidente disse ainda: "Esses policiais não representam a corporação na qual eu acredito e confio". 

Leia matérias relacionadas:

Repórter do Bocão News é espancado ao fotografar ação truculenta da PM   

Jornalista Marivaldo Filho é agredido por policiais

Alan Sanches pedirá que Alba apure agressão a jornalista do Bocão News

Líder dos bancários se solidariza com jornalista do Bocão News agredido por PMs

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2021