bannerfull

Chegada a Hora: Luan Gonçalves

EP é fruto das vivências, experimentações e desejos de um dos artistas mais talentosos da nova geração da música baiana. Vale a pena conferir!

16 de fevereiro - 2021 às 14h30
Chegada-a-Hora-Luan-Gonalves

Divulgação

Já disponível nas plataformas de streaming, o EP CHEGADA A HORA, do Luan Gonçalves, é a representação poética de uma trajetória (pessoal e mística) que durou cerca de cinco anos para ser concebida: do carrinho de pipoca em Belo Horizonte, no final de 2015, até o batismo de fogo no sertão de Irecê, o novo trabalho é fruto das vivências, experimentações e desejos mais íntimos desse artista-nato. CHEGADA A HORA tem cinco músicas autorais que apresentam Luan Gonçalves como compositor e multi-instrumentista. 

No EP, lançado no último dia 15, além de cantar e produzir, ele toca sanfona, violão, guitarra, bateria, piano e percussão. “Todo esse processo é uma jornada de amadurecimento e evolução. Espero, sinceramente, que toque as pessoas”, afirma o músico nascido em Eunápolis e adotado por Irecê, onde reside e constituiu família. Ficou a fim de ouvir o som? Quer embarcar na viagem? É só fazer a busca no Spotify, Deezer, YouTube Music, iTunes ou Amazon music. Corre lá! E se jogue! 

Confira clipe e letra da música-tema: 
 


 



CHEGADA A HORA  


É chegada a hora
Chegada hora 
De olhar pra novos horizontes 
De seguir o que o coração manda 
De seguir o que o coração emana 
Acreditar que a busca é paz interior {Bis}  
Destino existe, nele insiste, vem de dentro 
Do pensamento de está melhor 
Vivendo o que há de maior 
Vivendo o que de melhor 
Vivendo o que há de maior



Perfume da alfazema - Inserido no contexto das culturas populares e identitárias, CHEGADA A HORA foi contemplado por edital da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e o show de lançamento será gravado (em breve) na Chácara Baraúna - Povoado Queimada do Floriano, Irecê. Local, inclusive, que serve de cenário para CAATINGA EM FESTA, pé de serra psicodélico e cheio de referências regionais - parceria com Daniel Pinto e Renato Sampaio. Vem coisa por aí! Pode esperar... 

Ficha Técnica - EP gravado na Escola de Música Mag Vieira (Irecê) e masterizado por Kelvin Diniz, em Capim Grosso. A produção fonográfica ficou a cargo de Zingue. Mag Vieira também assume flauta, clarinete e clarone. Marcos Magalhães é o cara do violoncelo.

Fale com Luan Gonçalves - Tel (ZAP) 074 9.9939-2984 

@luangoncalvesoficiall   

Canal YouTube
 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2021