bannerfull

Datafolha: Dilma alcança 38%, Aécio 20% e Campos 9%

Apesar de ter crescido em relação a última pesquisa, números indicam que a presidente da República está "perdendo terreno".

03 de julho - 2014 às 09h02
Datafolha-Dilma-alcana-38-Acio-20-e-Campos-9

Agências e A Tarde

A presidente Dilma Rousseff (PT) cresceu nas pesquisas de intenção de votos divulgadas pela Datafolha na noite desta quarta, 2. A petista alcançou o percentual de 38%. No início de junho, ela tinha 34%. Os outros principais pré-candidatos também apresentaram alta: o senador Aécio Neves (PSDB) passou de 19% para 20% e o ex-governador Eduardo Campos (PSB) de 7% para 9%. Esse crescimento reflete o número de entrevistados que disseram não saber em quem votar ou que não responderam a pesquisa, que passou de 13%, em junho, para 11%, em julho. Já o percentual dos que optaram por votar em branco ou nulo passou de 17% para 13%.

Segundo turno

Apesar de ter crescido quatro pontos em relação a última pesquisa, percentual superior ao conquistado por seus principais adversários (Aécio teve 1% e Campos 3%), os números do Datafolha indicam que a petista está "perdendo terreno". Isso porque a diferença dela para todos os outros concorrentes juntos diminuiu. Em junho, Dilma tinha 34% dos votos contra 32% dos demais. Agora, eles estão empatados com 38%. Esse resultado indica o crescimento da possibilidade de segundo turno. Simulações de confrontos no segundo turno indicam que Dilma vence tanto do senador Aécio Neves, quanto do ex-governador Eduardo Campos. No primeiro cenário, a petista venceria por 46% a 39%. No outro, por 48% a 35%.

Regiões

O sexo ou idade do eleitores apresentaram pouca influência na intenção de voto em Dilma, de acordo com o Datafolha. Mas houve variação em relação à região, renda e escolaridade. Dilma lidera nas cinco regiões, mas a petista continua obtendo melhor desempenho no Nordeste, onde tem 55% das intenções de votos (um crescimento de 7% em relação ao último levantamento). No Sudeste, ela obteve 28% das intenções de votos, empatada com Aécio. Ela também tem melhor resultado entre os mais pobres e menos escolarizados. Ela alcança o percentual de 45% no grupo das famílias que têm até dois salários mínimos e 26% nas que têm entre cinco e dez salários.

Analisando a escolaridade dos entrevistados, a petista apresenta 47% das intenções de votos de quem tem ensino fundamental e 25% de quem possui ensino superior. O levantamento foi realizado entre os dias 1 e 2 de julho, entrevistando 2.857 eleitores em 177 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020