bannerfull

Engenheira morre após reagir assalto em Irecê

Mais uma vítima da violência no interior da Bahia... Até quando?

23 de abril - 2014 às 08h24
Engenheira-morre-aps-reagir-assalto-em-Irec

Foto: Ilustrativa / Extra

A engenheira civil Érica Medrado Ferreira, 29 anos, foi baleada com três tiros na tarde desta terça-feira (22), nas imediações da AABB, Centro de Irecê, após uma tentativa de assalto. A linha de investigação da Polícia aponta que a vítima teria reagido à ação dos bandidos, que estavam numa moto, e por isso foi alvejada com projéteis da arma de fogo. Érica Ferreira chegou a ser encaminhada ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois de dar entrada na unidade médica. Até o momento, ninguém foi preso. Agentes da Delegacia de Irecê pretendem recolher imagens de câmeras de monitoramento numa tentativa de identificar os criminosos.

Entretanto, há uma descrença muito grande na região em relação ao aparato de inteligência e ao efetivo da Polícia Civil para elucidar casos como esses. No início do mês, durante reunião para discutir a violência em Irecê, o presidente da CDL, Adalvo Martins Filho, falou sobre a “baixa resolutividade” das ocorrências registradas. Pouco antes, o vereador Léo da Unibel clamava por mais policiamento na cidade, uma vez que o efetivo da Polícia Militar é bem abaixo da recomendação da ONU. A pergunta é: até quando?... Até quando a população ficará à mercê dos bandidos? Até quando as autoridades farão vistas grossas? Até quando o cidadão permanecerá refém do medo?

Leia matérias relacionadas:

Irecê: Entidades se unem contra violência
 

Vereador “clama” por mais policiais em Irecê
 

Levantamento aponta “escalada” da violência na Região de Irecê

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2019