bannerfull

Festival Afropunk em Salvador vai ter presença de público

Veja programação e saiba como garantir seu ingresso!

09 de novembro - 2021 às 13h17
Festival-Afropunk-em-Salvador-vai-ter-presena-de-pblico

Luciano Matos / elcabong

Programado incialmente para novembro de 2020 e adiado devido a pandemia, o Afropunk fará sua primeira edição na América do Sul no dia 27 de novembro de 2021, em Salvador. O palco será montado no espaço Marés, no Centro de Convenções de Salvador, em formato híbrido, com presença de público e transmissão online pelo site oficial. A programação terá encontros com importantes nomes como Mano Brown, Ilê Aiyê, Luedji Luna, Margareth Menezes, Tássia Reis, Yoún, Batekoo, entre outros. Os ingressos já podem ser comprados na sympla e custam R$55. O valor dos ingressos será revertido para o projeto social Quabales.

PROGRAMAÇÃO:
 

Apresentação: Larissa Luz
Shows ao vivo:
Mano Brown & Duquesa
Tássia Reis & Ilê Aiyê
Luedji Luna & Yoún
Malia & Margareth Menezes
Jadsa & Giovani Cidreira
Urias & Vírus
Deekapz convida Melly e Cronista do Morro
Batekoo convida Deize Tigrona , Tícia e Afrobapho


>>>COMPRE SEU INGRESSO AQUI
   

A proposta do festival é celebrar a negritude com nomes consagrados da música nacional unidos a expoentes da nova geração. “Exaltar o encontro e toda a diversidade de ritmos, vivências e saberes, em uma experiência única para quem se permitir sentir o elo sensorial da Cultura Afro Contemporânea”, indica a direção musical de Ênio Nogueira. “Estamos propondo uma linha que contemple a continuidade e coexistência dos tempos, legados e construções no Brasil a partir da exaltação da cultura brasileira e elevando o debate para o legado da comunidade negra”, sintetiza Monique Lemos, pesquisadora e curadora de conteúdo.

Vale lembrar que, neste ano, a participação presencial será feita de forma reduzida e limitada. A edição do AFROPUNK 2021 marca um momento de transição para que, em 2022, o evento chegue ao seu formato com 100% de conteúdos presenciais. Considerado um dos maiores festivais de cultura negra do mundo, o festival reúne música, ativismo, moda e representatividade, e costuma receber grande nomes de hip-hop, eletrônico, jazz, soul e hardcore punk. Surgido em 2005, o evento se tornou um dos maiores de cultura negra do mundo, reunindo grandes nomes da música. Mas ele acaba atuando também como um transformador social, com muita arte, moda e comportamento.

>>>LEIA MAIS 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2022