bannerfull

Incidência solar deve ser avaliada na compra de um imóvel

Confira dicas da JVF Empreendimentos para fazer um bom negócio!

31 de março - 2021 às 14h50
Incidncia-solar-deve-ser-avaliada-na-compra-de-um-imvel

Divulgação // Litiane de Oliveira

Uma boa incidência solar é um fator essencial para a qualidade de um imóvel. Além de garantir iluminação, o sol é importante para a saúde dos moradores, visto que os locais que recebem bastante incidência solar apresentam menos problemas com mofo, bolor e outros micro-organismos. Não é à toa que a incidência solar adequada no imóvel é um fator que pode influenciar até mesmo no preço de mercado do apartamento. Por outro lado, em uma cidade de clima tropical, o sol traz consigo uma alta carga térmica e imóveis com maior incidência solar tendem a apresentar temperaturas internas mais elevadas. O conforto térmico de um imóvel depende bastante da incidência de radiação nessa unidade.

Por isso, é preciso avaliar alguns fatores em relação ao posicionamento do apartamento para assegurar uma boa incidência solar, além de, se preciso, conhecer alguns recursos que podem ser empregados para reduzir a temperatura interna. Existem diversos aspectos que devem ser avaliados no momento da compra ou locação de um imóvel, como localização, a metragem total e dos cômodos e a posição solar, que faz toda a diferença na qualidade de vida, deve estar entre eles. Para identificar se o apartamento desejado tem a incidência de raios solares na quantidade certa, será necessário levar em consideração a localização dele em relação ao sol, tanto ao nascer quanto no fim do dia.

A diretora da JVF Empreendimentos, Juliana Oliveira, pontua que ao comprar um imóvel, é importante identificar a distribuição e equilíbrio da planta. “Assim como é fundamental considerar a metragem do imóvel, avaliar se os cômodos estão dentro das necessidades da família em tamanho e quantidade, é importante também verificar se a planta considera fatores como a ventilação, circulação e iluminação do imóvel. Nós buscamos sempre equilibrar esses elementos nos empreendimentos. A planta precisa ser inteligente, conter espaços bem divididos e projetados para satisfazer os desejos mais recorrentes da população”, destaca. Para ajudar na avaliação desse e de outros fatores importantes na hora de comprar um imóvel a JVF disponibiliza aos clientes um checklist preparatório.

A arquiteta Daniela Cunha aponta que unidades com paredes ou janelas voltadas para o leste tendem a receber mais sol pela manhã, quando ele é um pouco mais brando. Já aquelas com paredes ou janelas voltadas para o oeste, tendem a receber mais sol no período da tarde, que geralmente gera uma carga térmica mais elevada. “Somada a incidência solar existe também o fator da ventilação predominante, que em Salvador, são os ventos Sudeste e Leste contribuindo para que os imóveis voltados para o leste sejam mais frescos enquanto os voltados para oeste sejam mais quentes, pois aliam a alta incidência solar com a ventilação menos abundante”, explica a arquiteta.

Face Norte

Os apartamentos que estão direcionados ao Norte também tendem a ter uma iluminação de qualidade garantida, durante todo o ano e o todo dia. Isso pode elevar o valor final do imóvel em até 10%. Mas considerar apenas o que ficou conhecido no mercado como “face Norte” na avaliação da incidência solar é um erro. Até porque, existem outros elementos que podem reduzir ou aumentar a luz solar no imóvel, como a existências de outras edificações e barreiras no entorno, como destaca Daniela.  

Influência do sol sobre os cômodos do apartamento

Como muitos imóveis têm mais de uma face, ou seja, estão posicionados para mais de uma direção, a análise da incidência solar deve ser feita em relação aos cômodos. Os quartos e a sala são os ambientes que possuem maior trânsito dentro de um apartamento e com uma permanência muito maior. Identificar os horários de maior incidência é de suma importância, para garantir que os principais cômodos a luz solar no momento correto e mais apropriado. A arquiteta Daniela argumenta que, sempre que possível, devemos evitar posicionar a cama em paredes voltadas para o poente, pois essa parede que recebe muito sol durante a tarde tende a emanar calor e dissipar essa carga térmica durante a noite.

“Dê preferência a posicionar armários nessas paredes já que a carga térmica emanada por essa parede vai dificultar o aparecimento de ácaros, mofos e bolores. Um apartamento que recebe o sol poente geralmente se torna mais quente. Para minimizar essa carga térmica devemos aumentar a circulação de ar no ambiente, mantendo sempre as janelas abertas para permitir a ventilação cruzada”, ensina.

Outros recursos

Em situações de alta incidência solar em uma determinada parede, é possível também utilizar um recurso não muito difundido, que é a aplicação de argamassa termo-acústica. Ela inibe a transferência do calor da parte externa da parede para o interior do ambiente, diminuindo a transferência térmica em até 13º C. “Outra possibilidade para reduzir essa transferência térmica são os jardins verticais. As plantas auxiliam na umidificação do ambiente e ainda evitam que o calor que entra pelas paredes passe completamente para o interior do ambiente”, indica a arquiteta.Os ambientes que recebem luz solar direta são sempre os mais desejados, porém é preciso que utilizemos de meios para barrar essa radiação quando necessário, não apenas para evitar a entrada do calor como também dos raios UV que, enfatiza Daniela, podem queimar e alterar a coloração de móveis e objetos de decoração

“Para isso as persianas tipo tela solar são uma ótima opção já que elas possuem 3 graus de abertura que permitem que a pessoa escolha o qual filtro é mais adequado ao seu ambiente. Além das persianas tela solar, as películas de proteção aplicadas diretamente nos vidros das esquadrias podem gerar um nível de proteção e um conforto térmico bem eficiente, porém devem ser utilizadas com cautela para não escurecer demais os espaços”, completa.

Utilizando as plantas

Plantas são um ótimo recurso para o conforto térmico de um ambiente, além de trazer um bem-estar que o convívio com a natureza proporciona. Elas são capazes de absorver calor até um certo ponto, mas principalmente contribuem para o conforto térmico aumentando a umidade do ar no ambiente. Daniela ressalta, que, na hora de escolher uma planta é preciso atentar que ela é um ser vivo e que tem necessidades específicas, buscando escolher não apenas pela estética, mas também buscar aquela que melhor se adeque as condições ambientais do apartamento.

Como identificar a posição do sol  

É importante fazer uma visita ao imóvel desejado. Uma forma simples para que você encontre a posição do sol é baixando um aplicativo de bússola no seu smartphone. Um exemplo é o Sun Position App ou Oz Sun Seeker, que informam todos os detalhes sobre a posição solar, a qualquer momento do dia. Além disso, é possível verificar o brilho do sol nos cômodos do apartamento, a qualquer data e em que momento os raios solares serão bloqueados por objetos. Aproveite os aplicativos para observar os seguintes aspectos:

·        Qual será a posição em que o sol nascerá ao longo do ano: nos quartos, é importante avaliar a posição do sol, visto que você não irá querer ele diretamente na sua cama no meio daquele soninho gostoso. Por isso é preciso também posicionar bem a cama em um local sem incidência direta de sol;
 

·        Qual a posição em que o sol irá se pôr: caso o apartamento disponha de varanda ou jardim onde você gostaria de relaxar, ter o sol da tarde batendo é muito interessante;
 

·        Qual o lado do imóvel que deverá receber menos raios solares: as áreas mais frias são perfeitas para os quartos. Para a cozinha não é ideal que ela receba sol durante todo o dia, devido aos eletrodomésticos, que podem sofrer com tal exposição;
 

·        Posição do sol nas estações do ano: é interessante saber em quais cômodos que os raios solares serão mais incidentes nas estações mais quentes (primavera e verão), bem como nos meses mais frios (outono e inverno).


Quais as vantagens de iluminação solar no apartamento?
 

·        Reduz a incidência de fungos e ácaros, contribuindo para a redução de alergias e problemas respiratórios;

·        Assegura boa iluminação dos cômodos;

·        Previne a ocorrência de umidade;

·        Reduz a ocorrência de mofo;

·        No inverno, ajuda a manter uma temperatura agradável;

·        As roupas lavadas não demoram a secar.

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2021