bannerfull

Irecê: Câmara aprova Moção de Aplausos aos Voluntários do Sertão

Mas, vereadores condenam suposto uso político do projeto pela gestão Elmo Vaz: ‘precisa ter mais responsabilidade’.

20 de abril - 2017 às 15h09
Irec-Cmara-aprova-Moo-de-Aplausos-aos-Voluntrios-do-Serto

Foto: Sertão Baiano / Reprodução Facebook

Por iniciativa do presidente da Câmara Municipal de Irecê, Rogério Santos Amorim (PSB), o Poder Legislativo aprovou, por unanimidade, na sessão ordinária desta quinta-feira (20), Moção de Aplausos ao empresário Doreedson Pereira (Dorinho), fundador da organização “Voluntários do Sertão”, que presta serviços na cidade desde o último dia 15. O texto, subscrito por todos os vereadores presentes, também estende o reconhecimento e a gratidão a todos os voluntários que contribuem com a 17ª edição do evento de solidariedade. O vereador Murilo Franca (PPS) enalteceu o número de consultas e procedimentos realizados pela caravana apenas nos primeiros três dias. Já a vereador Meire Joyce Figueiredo (REDE), apesar de levar em conta a demanda reprimida na área da Saúde, fez questão de destacar a “satisfação de todos aqueles que conseguiram atendimento”.

As vereadoras Margarida Cardoso (PTN) e Consuelo Dourado (PSDB) parabenizaram os Voluntários do Sertão e falaram sobre o prestígio da entidade em todo o Brasil. Mas, em compensação, fizeram críticas em relação à atuação do poder público municipal, especialmente na organização, distribuição de senhas e orientação ao público. “O projeto é lindo, porém não podemos deixar de apontar as falhas para que elas não se repitam. Estive lá e encontrei senhoras de idade, crianças e pessoas com necessidades especiais que esperaram mais de 24 horas na fila... Pedi uma informação a Coordenação local e me disseram que os esclarecimentos seriam dados na rádio. O que é isso? Tem que ter o mínimo de respeito com as pessoas”, lamentou Consuelo.

 


A crítica mais contundente foi realizada pelo líder da oposição na Casa, Leonardo da Silva (PSDB), popularmente conhecido como Léo da Unibel. Depois de parabenizar o trabalho de excelência desenvolvido pela organização e classificar os voluntários como “guerreiros do bem”, Léo lamentou o que descreveu como “tentativa de tirar proveito político” por parte da gestão Elmo Vaz: “um projeto desta magnitude não pode ser usado dessa forma. A população reconhece, por si só, os benefícios para a cidade. Mas, o prefeito atropelou a verdade quando foi à rádio e usou as redes sociais para dizer que trouxe a caravana para Irecê graças ao seu prestígio e ao apoio da primeira-dama do Estado e de uma deputada”. “O prefeito Elmo Vaz tenta amenizar o desgaste da sua gestão perante à opinião pública. Mas, não é assim: precisa ter mais cautela e responsabilidade em relação ao que diz”, concluiu o vereador. 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020