bannerfull

Justiça concede prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima

Ele foi preso sob a acusação de tentar obstruir as investigações de supostas irregularidades na liberação de recursos da Caixa.

13 de julho - 2017 às 08h06
Justia-concede-priso-domiciliar-ao-ex-ministro-Geddel-Vieira-Lima

Agência Brasil

A Segunda Instância da Justiça Federal em Brasília concedeu ontem (12) prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso preventivamente desde o dia 3 de julho. A decisão foi proferida pelo desembargador Ney Bello, motivada por um pedido de liberdade feito pela defesa de Geddel. O ex-ministro foi preso por determinação do juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal, no Distrito Federal, sob a acusação de tentar obstruir as investigações de supostas irregularidades na liberação de recursos da Caixa Econômica Federal. 

Geddel está preso preventivamente na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal. Após a prisão, a defesa do ex-ministro definiu como “absolutamente desnecessário” o decreto de prisão preventiva do político. O advogado Gamil Föppel disse que há “ausência de relevantes informações” para basear a decisão e definiu como “erro” da Justiça Federal a autorização para a prisão de Geddel. 

LEIA MATÉRIA RELACIONADA: 

Prisão enterra planos políticos de Geddel na Bahia em eleição de 2018 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2017