bannerfull

Lazzo lança clipe de 14 de Maio

Símbolo de resistência e força, música em parceria com Jorge Portugal traz reflexão sobre destino do povo negro após Lei Áurea. Imprescindível! Obrigado, negão!

05 de agosto - 2021 às 10h59
Lazzo-lana-clipe-de-14-de-Maio

Divulgação

#14demaioÉTododia 

Está disponível no YouTube o clipe da música 14 de Maio, do cantor e compositor Lazzo Matumbi. Dirigido por Urânia Muzanzu, o vídeo destaca a luta do povo negro por libertação, apoiada na ancestralidade e no poder da arte, em especial, a força feminina. Além disso, conta com participações de artistas como: Sued Hosaná; Virginia Rodrigues; Nitorê Akadã; as atrizes relevadas pelo Bando de Teatro Olodum Edvana Carvalho, Luciana Souza e Arlete Dias; o poeta Fabio Mandingo; a ativista quilombola Eliete Paraguassu, as yalorixás Mãe Neuza de Xangô (Casa Branca) e Mãe Valnízia de Ayrá (Terreiro do Cobre), entre outros técnicos e artistas. A composição, parceria com Jorge Portugal, traz uma importante reflexão sobre o destino do povo negro após a assinatura da Lei Áurea pela princesa Isabel, em 13 de maio de 1888, que então ocupava a Regência do Império brasileiro. Confira a letra e faça uma análise sobre a história oficial e o que você sente na pela no dia a dia: 

14 de Maio

No dia 14 de maio, eu saí por aí
Não tinha trabalho, nem casa, nem pra onde ir
Levando a senzala na alma, eu subi a favela
Pensando em um dia descer, mas eu nunca desci


Zanzei zonzo em todas as zonas da grande agonia
Um dia com fome, no outro sem o que comer
Sem nome, sem identidade, sem fotografia
O mundo me olhava, mas ninguém queria me ver


No dia 14 de maio, ninguém me deu bola
Eu tive que ser bom de bola pra sobreviver
Nenhuma lição, não havia lugar na escola
Pensaram que poderiam me fazer perder


Mas minha alma resiste, meu corpo é de luta
Eu sei o que é bom, e o que é bom também deve ser meu
A coisa mais certa tem que ser a coisa mais justa
Eu sou o que sou, pois agora eu sei quem sou eu


Será que deu pra entender a mensagem?
Se ligue no Ilê Aiyê
Se ligue no Ilê Aiyê
Agora que você me vê


Repare como é belo
Êh, nosso povo lindo
Repare que é o maior prazer
Bom pra mim, bom pra você
Estou de olho aberto
Olha moço, fique esperto
Que eu não sou menino

 


>>>Leitura Complementar

13 de maio: Comemorar o que? 

Lei Áurea: 120 anos - O 13 de maio é mesmo uma data a ser comemorada? 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2021