bannerfull

Ministério Público pede impugnação de Ronaldo em Jussara

Candidato a vice na chapa de Tacinho emitiu 150 cheques sem fundos e desviou mais de R$ 1,2 milhão da Educação. Barril dobrado!

07 de outubro - 2020 às 13h50
Ministrio-Pblico-pede-impugnao-de-Ronaldo-em-Jussara

Divulgação

Com base no histórico de irregularidades e na vida pregressa do ex-prefeito RONALDO ALMEIDA, o Ministério Público Eleitoral (MP-BA) pediu a IMPUGNAÇÃO do seu registro de candidatura como vice-prefeito na chapa encabeçada pelo médico Tacinho Mendes, no município de Jussara. No entendimento do MP-BA, Ronaldo se encontra INELEGÍVEL em função de "contas rejeitadas por IRREGULARIDADE INSANÁVEL que configura ATO DOLOSO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA”. 

O Ministério Público toma como base DECISÃO DEFINITIVA do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que julgou pela IRREGULARIDADE do exercício financeiro de 2012, quando Ronaldo era prefeito de Jussara e emitiu 150 Cheques Sem Fundo - no montante de R$ 529.602,17. Além disso, de acordo com o TCM, o ex-prefeito tem no currículo outros ilícitos penais, como o não pagamento de multas e o desvio de recursos das contas da Educação num valor global que supera a cifra de R$ 1,2 milhão. Barril dobrado! 

 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020