bannerfull

Ninho de Enock é acusado de enriquecimento ilícito

Contra a farra com dinheiro público, MP-BA pede Indisponibilidade dos Bens de candidato a prefeito de São Gabriel.

20 de outubro - 2020 às 15h34

O Ministério Público da Bahia apresentou à Justiça, no último dia 15, Ação Civil Pública por Ato de Improbidade contra o presidente da Câmara Municipal de São Gabriel, Ninho de Enock, pela "utilização e pagamento de diárias pelo mesmo, de forma excessiva, irregular e sem a devida comprovação da finalidade pública". No pedido de liminar, a promotora Edna Márcia Souza Barreto é taxativa quanto à Indisponibilidade dos Bens do réu "no intuito de se assegurar o integral ressarcimento ao erário municipal". O valor total da causa é R$ 142.350,00. O MP-BA fundamenta a ação na Lei nº 8.429/92 que prevê sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de “enriquecimento ilícito no exercício de mandato”. Acusado de praticar “farra” com diárias do Poder Legislativo, Ninho de Enock é candidato a prefeito de São Gabriel nas eleições 2020. No mês passado, em flagrante desrespeito no comitê eleitoral, ele foi punido pela Justiça por propaganda irregular. Clique AQUI e confira! 

 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020