bannerfull

Paulo Dourado diz que ação é mérito do TCM

Vereador alega que não pode ser responsabilizado por eventuais demissões em Ibititá.

05 de maio - 2017 às 14h27
Paulo-Dourado-diz-que-ao-mrito-do-TCM

Foto: Líder Notícias

Em conversa com a reportagem do Sertão Baiano, o vereador de Ibititá Paulo Dourado (PMDB) disse que não é o único autor da ação no Tribunal de Constas dos Municípios (TCM) e que, naquele primeiro instante, o caso não foi julgado procedente. Mas, após envio posterior de documentos por parte do ex-prefeito Francisco Moitinho Dourado, foi dado sequência ao tramite legal por mérito do próprio TCM, o que culmina com a possibilidade de anulação do concurso realizado pela antiga gestão e a demissão de quase 100 funcionários do município. Sendo assim, na avaliação do vereador peemedebista, ele não pode ser responsabilizado pelos eventuais prejuízos causados aos servidores e à população. O caso veio à tona na semana passada: depois da grande repercussão na cidade de Ibititá, também foi assunto debatido em emissora de rádio local com reprodução em outros veículos do Estado. 

Matéria relacionada - Ibititá: Prefeito teme anulação de concurso de 2009 e possível demissão de funcionários

 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2019