bannerfull

Pesquisa confirma: 90% da população aprova construção do Hospital de Ibititá

Estou comprometido a deixar esse legado para minha terra, afirma o prefeito Cafu Barreto. Cidade aguarda pela obra há 55 anos!

19 de agosto - 2020 às 12h03
Pesquisa-confirma-90-da-populao-aprova-construo-do-Hospital-de-Ibitit

Divulgação

De acordo com estudo realizado pela AR7 Pesquisa de Opinião e Consultoria Estatística, 90% da população de Ibititá aprova a construção do Hospital Municipal. Obra capitaneada com recursos próprios pela gestão Cafu Barreto, o Hospital Urbano Macêdo ainda não foi inaugurado, mas já pode ser descrito como a realização de um grande sonho da comunidade, que aguarda uma unidade médica desse porte há mais de 55 anos. Desde a emancipação política da cidade, em 1961, os filhos e filhas de Ibititá buscam atendimento médico em outros municípios, a exemplo de Irecê, Jacobina e Itaberaba. Em muitos casos, devido à complexidade da situação, são forçados a se deslocar até Feira de Santana e Salvador, o que causa mais sofrimento e pode até agravar a situação clínica dos pacientes.

Ciente desse desafio e comprometido com o bem-estar do seu povo, o prefeito Cafu Barreto, quando tomou posse em 2012, começou a idealizar esse nobre objetivo. Depois de organizar a cidade e colocá-la num novo patamar político e administrativo, Cafu foi reeleito em 2016 e assumiu o grande desafio de construir o tão sonhado Hospital Municipal antes do fim do seu segundo mandato. “Estou comprometido a deixar esse legado para minha terra natal... Com fé em Deus, dias melhores virão! Aqui em nosso hospital meus irmãos e irmãs serão acolhidos e tratados com carinho, respeito e eficiência”. 

De acordo com a metodologia do Instituto AR7 Pesquisa de Opinião e Consultoria Estatística, foram aplicados 776 questionários na sede e zona rural, a margem de erro é de 3.4 pontos e o intervalo de confiança é de 95%. Em conformidade com a lei vigente, o levantamento foi registrado no TRE com o número BA-03485/2020.

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020