bannerfull

Se ligue: risco de contrair conjuntivite aumenta durante o verão

Olhos vermelhos e lacrimejantes, pálpebras inchadas, sensação de areia ou de ciscos nos olhos e secreção são alguns dos sintomas.

04 de janeiro - 2018 às 11h43
Se-ligue-risco-de-contrair-conjuntivite-aumenta-durante-o-vero

A Tarde

Considerada como a estação mais aguardada do ano, no verão é comum encontrar praias lotadas, bem como festas que reúnem grande número de pessoas. No entanto, para aproveitar esta época, são necessários alguns cuidados com a saúde, principalmente, por conta de doenças comuns no período. Uma delas é a conjuntivite, que tem maior incidência em locais de grande aglomeração de pessoas ou pela a falta de higiene. Conhecida por causar incômodo e coceira nos olhos, a conjuntivite é caracterizada pela inflamação ou infecção da conjuntiva (membrana externa transparente que envolve o globo ocular e a parte interna das pálpebras). Olhos vermelhos e lacrimejantes, pálpebras inchadas, sensação de areia ou de ciscos nos olhos e secreção são outros sintomas. 

Na maioria dos casos, a doença é transmitida de forma viral. De acordo com a oftalmologista do Hospital Humberto Castro Lima, Rosa Virgínia, a alta temperatura e o calor favorecem a transmissão da doença. "Além de se propagar em locais de grande aglomeração, existem outras formas de contágio como o contato com objetos contaminados. As pessoas não lavam as mãos e fazem o contato com os olhos", diz a oftalmologista. Ela ainda alerta que a orientação é ir ao médico para identificar se a conjuntivite é viral, bacteriana ou alérgica. "No verão, o tipo viral é o mais comum. Uma das principais orientações é ficar atento com a higiene sempre lavar as mãos, o rosto e evitar locais com aglomerações", pontua a especialista.

 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2018