bannerfull

Um ano sem Bowie: músico ganha tributo nos cinemas brasileiros

'O Homem que Caiu na Terra' entra em cartaz em algumas salas do país com cópias remasterizadas. Ouça os principais hits!

11 de janeiro - 2017 às 12h10
Um-ano-sem-Bowie-msico-ganha-tributo-nos-cinemas-brasileiros

Veja / Reprodução

Há um ano o mundo perdia David Bowie para o câncer. Se estivesse vivo, ele teria completado 70 anos nesse sábado (8). Para homenagear as duas datas, chega aos cinemas brasileiros, na próxima quinta-feira, o filme O Homem que Caiu na Terra (1976) em cópias remasterizadas. A produção assinada por Nicolas Roeg, em que Bowie interpreta o alienígena Thomas Jerome Newton, recém-chegado à Terra em busca de água para salvar seu planeta, será exibida em sessões especiais de sete cidades. Belo Horizonte exibe o longa no Belas Artes; Brasília no Espaço Itaú e Cine Brasília; Porto Alegre também recebe o filme no Espaço Itaú; Recife terá sessões no cinema da Fundação Casa Forte e Cine São Luiz; Niterói, no Cine Arte UFF; Rio de Janeiro no Espaço Itaú Botafogo, Instituto Moreira Salles, Cine Odeon e Estação NET BarraPoint; e São Paulo no Espaço Itaú Frei Caneca, Caixa Belas Artes e Circuito SPCine – Cine Olido.
 


Outras homenagens – Uma série de lançamentos e eventos no mundo celebram o músico esta semana. Um dos destaques foi a transmissão, no próprio dia 8, do documentário David Bowie: The Last Five Years pela rede de TV britânica BBC. Dirigida por Francis Whately, que já assinou David Bowie: Five Years (2013), a produção mostrou aspectos desconhecidos do icônico artista britânico e revelou que Bowie soube que sua doença era terminal apenas três meses antes de morrer.

O filme tem como foco seus últimos álbuns, em especial Blackstar (2016), um trabalho repleto de simbolismos e referências à morte e que foi lançado apenas dois dias antes de sua partida, aos 69 anos, em decorrência de um câncer. Os espectadores puderam conferir, por exemplo, um áudio inédito da gravação da faixa Lazarus. Também no sábado começou a turnê Celebrating Bowie, com uma apresentação no bairro londrino de Brixton (onde o Camaleão do Rock nasceu). Com curadoria do ator Gary Oldman, amigo de Bowie, o espetáculo incluiu performances de La Roux, Tom Chaplin, Simon Le Bon, Def Leppard e membros do Spandau Ballet.

Além de relembrar as grandes canções da carreira do artista, a proposta é arrecadar dinheiro para instituições de caridade locais. Hoje, a Celebrating Bowie fará uma apresentação especial em Nova York. Os destinos seguintes são Los Angeles, Sidney e Tóquio. Para arrematar as homenagens, foi lançado o EP No Plan, pela gravadora Columbia, com três músicas inéditas – No Plan, Killing a Little Time e When I Met You, disponível em sites de streaming como o Spotify.
 


Greatest Hits | The Best of David Bowie
 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2017