bannerfull

Verdão vence Vitória, fora de casa, por placar mínimo.

Apesar de procura da diretoria, elenco elogia técnico interino do Palmeiras.

19 de maio - 2014 às 08h02
Verdo-vence-Vitria-fora-de-casa-por-placar-mnimo

LANCE!

A diretoria palmeirense gostou do primeiro contato com Ricardo Gareca, ex-técnico do Vélez Sarsfield (ARG), e mira “El Tigre” para o cargo vago desde a saída de Kleina. Mais uma vez, porém, os jogadores fizeram questão de elogiar o trabalho de Alberto Valentim, comandante interino, após o triunfo sobre o Vitória, por 1 a 0, neste domingo. - Sabíamos que a vitória viria de algum jeito. A gente tem condições de brigar neste Brasileiro. A equipe está de parabéns, o Alberto está fazendo um ótimo trabalho, junto com a comissão técnica que foi formada. A equipe entendeu o trabalho dele e vem se dedicando dentro de campo – falou o lateral-esquerdo Juninho, após o duelo. Depois da vitória sobre o Sampaio Corrêa, na quarta, o capitão Lúcio não se animou com a possibilidade de chegar um técnico estrangeiro, como o argentino Gareca. Na saída do campo de Pituaçu, o capitão rasgou elogios ao trabalho feito por Alberto Valentim.

- Ele (Alberto) está fazendo um excelente trabalho, tem a mão dele em tudo isto, mas o importante é pensar no coletivo. Está sendo feito um excelente trabalho, foi algo que apareceu nas últimas três partidas. Estamos fazendo o que ele quer. O Alberto está comandando bem e merece os parabéns – disse Lúcio. Apesar do discurso do elenco, a expectativa é de que no início desta semana as negociações por um substituto de Kleina se intensifiquem: Gareca ganhou força após a reunião com a cúpula palmeirense em Buenos Aires (ARG), mas Dorival Júnior, desempregado desde o ano passado, também está na disputa.

Com o primeiro, ainda é um entrave o forte interesse do Racing (ARG) por ele – segundo a imprensa argentina, sua família não quer deixar o país. Sem dinheiro para grandes investimentos, o Verdão deseja pagar cerca de R$ 200 mil ao novo comandante, além de bônus por metas atingidas, como era com Kleina. Manter Alberto até a Copa é algo que a diretoria não cogita. Para eles, a pausa do Mundial será vital ao novo comandante para acertar o time.

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020