bannerfull

Xique-Xique pode ficar sem água em 40 dias

Previsão apocalíptica é do diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto do Município; problema também pode afetar abastecimento da Região de Irecê.

22 de julho - 2014 às 17h09
Xique-Xique-pode-ficar-sem-gua-em-40-dias

Fotos: Divulgação

Daniel Pinto

A cidade de Xique-Xique, no Vale no São Francisco, é conhecida em todo o estado pela exuberância das águas do Velho Chico. Entretanto, a escassez de chuva nos últimos 120 dias provocou uma baixa significativa no volume de água do Canal do Guaxinim, que atende a demanda dos mais de 50 mil moradores na sede e zona rural. “Se o cenário não for alterado, o abastecimento de Xique-Xique pode ser interrompido em 40 dias”, observou Edgardo Pessoa Filho, diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), autarquia da Prefeitura Municipal. A previsão apocalíptica foi feita nesta terça-feira (22), durante entrevista ao Jornal Popular, da Líder FM, apresentado por Jailza Saille.

Em conversa com a reportagem do Sertão Baiano, Edgardo Pessoa foi ainda mais incisivo: “pode ser 40 dias ou menos, depende exclusivamente da comunicação entre o Canal do Guaxinim e o São Francisco”. De acordo com o gestor, o problema afeta a navegabilidade do rio e impacta diretamente na agricultura familiar. “Em alguns trechos, não se pode mais passar com barcos de médio e até mesmo de pequeno porte. Em outros, especialmente em algumas ilhas, as pessoas têm que andar 8 kg para encontrar água. Esse transtorno prejudica diretamente a pesca, o consumo animal e a irrigação das culturas de subsistência”.

Segundo o diretor do SAAE, o racionamento não é a solução viável, já que o problema não é a quantidade de água e, sim, a fonte. “A grande questão é que o braço onde captamos água está perdendo a ligação com o rio. Podemos fazer a drenagem e alargar o canal, o que acaba sendo um paliativo se o volume de água continuar caindo. Outra solução é diversificar a fonte, mas essa opção depende de um grande investimento que o município não pode fazer sozinho”. Nesta quarta-feira (23), Edgardo Pessoa Filho e o prefeito de Xique-Xique, Ricardo Bessa Magalhães, vão inspecionar o Canal do Guaxinim para produzir diagnóstico atualizado.

Num cenário pessimista, onde haja queda no volume de água de todos os afluentes, o problema pode afetar a Adutora do São Francisco - que abastece a Região de Irecê - e também o Baixio de Irecê, perímetro de irrigação destacado pela Codevasf como alternativa para o fortalecimento da economia e desenvolvimento social de todo território.

Galeria de fotos

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020