bannerfull

Produtores de cacau podem acessar até R$ 400 mil em créditos pelo Pronaf

Com as taxas de juros que variam entre 0,5% a 4,5% ao ano, o programa é um importante instrumento de fomento da produção agrícola familiar.

11 de maio - 2022 às 10h54

Mais de 10 linhas de créditos diferentes oferecem até R$ 400 mil em financiamentos para o pequeno produtor de cacau no Brasil através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), iniciativa do governo federal em vigor há mais de 25 anos. Com as taxas de juros que variam entre 0,5% a 4,5% ao ano, o programa é um importante instrumento de fomento da produção agrícola familiar.
No entanto, muitos produtores deixam de obter o benefício por conta da complexidade da operação. “Percebemos que muitas vezes o pequeno produtor de cacau tem a sua produção limitada pela falta de recursos. E um dos grandes entraves é a falta de informação sobre o acesso ao crédito rural”, aponta a economista Grazielle Cardoso, analista sênior do Programa de Desenvolvimento Territorial do Sul da Bahia do Instituto Arapyaú. 

Foi pensando em descomplicar esse processo que a Fundação Solidaridad e o Instituto Arapyaú desenvolveram o Guia para Agricultura Familiar – Crédito Público para o Cacau. Composto por um guia digital e dois vídeos ilustrativos – “Pronaf: o que é?” e “Pronaf: como acessá-lo?” –, o material está disponível gratuitamente nos websites e canais do Instituto Arapyaú, da Fundação Solidaridad e Ceplac. “O guia surge como demanda de alguns grupos que atuam na cadeia produtiva do cacau no Brasil – Plataforma Transamazônica, Grupo Brasil do South-South Knowledge Exchange (SSKE) Program for Sustainable Cocoa e Grupo de Trabalho de Crédito da Câmara Setorial do Cacau (MAPA) – e contou com a contribuição desses coletivos para sua construção”, destaca Mariana Pereira, gerente de Programas da Fundação Solidaridad.

Além de explicar em linguagem acessível o que é o Pronaf e quem pode se beneficiar dele, o guia Crédito Público para o Cacau detalha as principais linhas de crédito, os requisitos para acessá-las e os documentos necessários para que o produtor consiga elaborar com sucesso um projeto de financiamento. Todo agricultor familiar que possuir um Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF) ou uma Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAF) ativa pode aderir ao programa. Entre as linhas especiais do programa estão o Pronaf Mulher, o Pronaf Jovem e a linha Pessoa Jurídica, direcionada a cooperativas e associações.

Sobre o Instituto Arapyaú 

Instituição privada, sem fins lucrativos, fundada em 2008 com o objetivo promover o diálogo e a atuação em redes para a construção coletiva e perene de soluções com base na sustentabilidade. Por meio da articulação e mobilização de diferentes atores, busca um modelo de desenvolvimento sustentável em dois territórios principais, que são a Amazônia e o sul da Bahia, duas potências em biodiversidade. 

Sobre a Fundação Solidaridad

A Solidaridad é uma organização internacional da sociedade civil com mais de 50 anos de experiência no desenvolvimento de soluções para tornar as comunidades mais resilientes. Atualmente trabalha em mais de 40 países, nos cinco continentes, através de oito escritórios regionais supervisionados de forma independente.

Texto: Div./ Lívia Cabral
Foto: Div./AIBA

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2022