bannerfull

Alarme falso de bomba interdita estação do metrô

Funcionários da concessionária flagraram pelas câmeras de segurança um objeto sendo abandonado no local e acionaram a polícia.

26 de julho - 2017 às 08h30
Alarme-falso-de-bomba-interdita-estao-do-metr

A Tarde / Foto: Divulgação SSP-BA

Uma suspeita de bomba na estação Brotas do metrô, em Salvador, mobilizou o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e assustou usuários no início da noite desta terça-feira, 25. O equipamento chegou a ficar fechado por cerca de 2 horas. Todos foram retirados do local com segurança. Segundo a Companhia do Metrô da Bahia (CCR Metrô), concessionária responsável pelo funcionamento e manutenção do metrô, uma mochila foi encontrada dentro de uma lixeira, por volta das 15h. Funcionários da CCR Metrô flagraram pelas câmeras de segurança da estação um objeto sendo abandonado no local e acionaram a polícia. Devido à suspeita de bomba, por volta da 17h, a área teve que ser isolada pelo Bope e só foi liberada por volta das 19h. Os policiais especializados fizeram uma varredura e verificaram a mochila. Apenas papéis e um dispositivo metálico foram achados. Sendo descartado, portanto, a possibilidade de haver uma bomba. Por conta do horário de pico, a paralisação gerou um acúmulo de usuários na estação, porém, a situação foi normalizada em seguida. Conforme a concessionária, o funcionamento do metrô não foi alterado em função da ameaça de bomba.

“Alarme falso”

O Bope classificou como “alarme falso” a suspeita de bomba na estação do metrô de Brotas. O fato aconteceu quando profissionais da Companhia do Metrô da Bahia (CCR Metrô) perceberam nas câmeras de segurança, um homem que abandonou uma mochila na lixeira. A pessoa flagrada chama-se Enéas Sena. Ele ia descartar o lixo, mas por descuido, jogou a mochila. De acordo com o capitão o Bope, Victor de Menezes, que comandou a ação, todos os protocolos internacionais de identificação do material foram adotados, inclusive com evacuação da estação. "Após analisarmos o material, com o auxílio de aparelhos de detecção de imagens internas (raio x), a mochila foi retirada e aberta com o auxílio de um braço robótico", disse, por meio de nota, capitão Menezes. 

Passageiros

O estudante Igor Sandes estava no vagão do metrô, quando escutou, por meio do sistema de som do transporte, que havia uma suspeita de bomba na estação na estação de Brotas que foi evacuada e interditada. “Foi uma confusão. Todo mundo saiu correndo do vagão em direção à rua”, contou Igor, que estava equipamento no momento do alerta. 

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2017