bannerfull

Bahia vence Figueirense fora de casa

Mesmo jogando no interior de São Paulo, Tricolor teve maior torcida nas arquibancadas e bateu adversário por 2 a 0.

27 de abril - 2014 às 20h54
Bahia-vence-Figueirense-fora-de-casa

Bocão News e foto fanpage oficial E.C. Bahia

O Bahia se sentiu em casa mesmo atuando no interior de São Paulo e aplicou 2 a 0 no Figueirense, na noite deste domingo (27). Com superioridade numérica nas arquibancadas, o Esquadrão anotou dois tentos com Lincoln e Fahel. No primeiro tempo o time de Marquinhos Santos partiu pra cima da equipe catarinense e logo abriu o placar com o experiente Lincoln. As ações foram dominadas pelo tricolor baiano nos 45 minutos iniciais. Na segunda etapa o jogo não mudou. Consciente em campo, o Tricolor marcou com Fahel e teve outras chances de marcar. Uelliton mandou uma bola no travessão e Marcelo Lomba quase não foi exigido. Ao final o Bahia venceu seu primeiro duelo no Brasileirão 2014 e somou os três primeiros pontos na tabela de classificação.

O jogo

Atuando no interior de Sâo Paulo, o Bahia se sentiu em casa e partiu pra cima do Figueirense nos minutos iniciais do jogo. A pressão surtiu efeito logo aos 7 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de lateral, Fahel cruzou para Lincoln e o experiente jogador não perdoou colocando 1 a 0 no placar. O Tricolor seguiu mandando no jogo. Em bolas paradas o meia Anderson Talisca levou perigo à meta do goleiro Tiago Volpi. Aos 16, o jogador cobrou bela falta e o arqueiro do Figueira praticou uma boa defesa.

O Figueira tentou reagir no jogo por volta dos 20 minutos da etapa inicial. O time catarinense trocou passes em campo, mas não conseguiu penetrar na defesa tricolor. Neste momento, o Esquadrão se arriscava nos contra ataques. Aos 25 minutos, a equipe catarinense teve a melhor oportunidade no primeiro tempo. O meia Marco Antônio bateu de fora da área e a bola passou raspando a trave do goleiro Marcelo Lomba.

Com 35 do primeiro tempo, o Bahia teve uma boa oportunidade. Em cobrança de falta na entrada da área, Lincoln bateu com categoria. A bola passou por cima da meta assustando o goleiro Tiago Volpi. Nos minutos finais da etapa inicial o jogo ficou truncado. O placar seguiu inalterado e terminou em 1 a 0 para o Esquadrão nos 45 minutos iniciais.

Segundo tempo

O primeiro lance de perigo no segundo tempo foi de Maxi Biancuchi. Após boa troca de passes, o argentino se livrou da marcação e bateu para defesa do goleiro do Figueira. Aos 9, o Tricolor teve grande chance. O volante Uelliton acertou belo chute e a bola explodiu no travessão. Aos 20 o Esquadrão teve outra grande chance. Após uma excelente troca de passes, o lateral-direito Diego Macedo cruzou para boa cabeçada de Rhayner. O goleiro Tiago Volpi praticou grande defesa.

A superioridade tricolor se traduziu aos 29 da etapa final. Em uma jogada ensaiada, Lincoln lançou para Titi, o zagueiro desviou para o meio da área. O volante Fahel chegou na bola e estufou as redes adversárias. Figueirense 0, Bahia 2. O time de Marquinhos Santos dominava a partida e quase amplia aos 31. Em mais um contragolpe a bola sobrou para Anderson Talisca. O meia bateu forte e a bola cruzou a área do Figueira. Nos minutos finais do confronto, o Bahia administrou o jogo e se arriscou em alguns contragolpes. No entanto, o placar seguiu inalterado e o resultado final da partida ficou em 2 a 0 para o Tricolor de Aço.

FICHA TÉCNICA:

Série A – 2ª rodada
Figueirense 0x2 Bahia
Local: Arena Barueri, às 18h30
Data: 27/04/2014
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (PE), auxiliado por Antônio Rogério Batista do Prado (SP) e Flávio Rodrigues de Souza (SP).
Cartões amarelos: Demerson e Fahel  (BAH) / Paulo Roberto, Marcos Assunção e Thiago Heleno (FIG)
Gols: Lincoln e Fahel (BAH)

Figueirense: Tiago Volpi, Leandro Silva, Nirley, Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Paulo Roberto, Marcos Assunção; Marco Antônio, Giovanni Augusto (Dudu) e Vitor Júnior (Everaldo); Everton Santos. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Bahia: Lomba; Diego Macedo (Roniery), Demerson, Titi e Pará; Fahel, Uelliton, Lincoln (Pittoni) e Talisca; Rhayner e Maxi (Rafinha). Técnico: Marquinhos Santos.

Comentários

netools comunicação digital
Sertão Baiano - Todos os direitos reservados © - 2020